Tudo que você precisa saber sobre Couchsurfing

INSPIRE-SE

Tudo que você precisa saber sobre Couchsurfing

Rubiana Ozturk
Escrito por Rubiana Ozturk

Para viajantes independentes, que querem ir além dos pontos turísticos em suas viagens!

Que tal desvendar como funciona a plataforma que apoia mais de 4 milhões de viajantes nos 4 cantos do globo? Conheça, conecte-se e participe da maior comunidade de hospedagem gratuita do mundo!

Veja aqui  tudo que você precisa saber sobre Couchsurfing e saiba como aproveitar todas as possibilidades dessa comunidade!

“Experiencie o mundo como um morador local”

Este é um dos lemas da plataforma que promove interação cultural há 14 anos.

Pra mim o Couchsurfing é muito mais que uma opção de hospedagem. Usar a plataforma faz as minhas viagens mais interessantes e autênticas, mais únicas e menos previsíveis.

Apoiamos e incentivamos que você também use o Couchsurfing em sua viagem pelo mundo.

O que é a comunidade Couchsurfing?

Criada em 2004, a comunidade Couchsurfing conta com mais de 14 milhões de pessoas cadastradas, presente em todos os países do mundo. Ela defende a conexão entre viajantes e moradores locais e incentiva a troca cultural e respeito mútuo.

Na plataforma do site Couchsurfing, você viajante pode encontrar um host para te hospedar, participar de eventos locais.

Pode conhecer outros viajantes naquele destino ou pode também, se cadastrar para receber pessoas em sua casa caso tenha disponibilidade de um sofá – literalmente.

Qualquer pessoa no mundo pode se cadastrar na plataforma para receber viajantes ou para ser recebido por um morador local da cidade que você esta visitando.

Mas não pense que é só entrar lá e em cinco minutos poderá hospedar pessoas ou ser hospedado.

Há regras, há bom senso e acima de tudo, há pessoas maravilhosas dispostas a compartilhar um pouco de si, sua vida e seu país com você!

Como é o funcionamento do site:

O site vem se aprimorando com o passar dos anos e hoje conta com diversas funcionalidades e opções. A mais importante, são os status para você selecionar em seu perfil pessoal:

-Quer conhecer Pessoas: Se você não deseja hospedar ou ser hospedado essa opção é para você! Você pode encontrar moradores locais disponíveis para um café, cerveja ou um passeio pela cidade.

Pode também conhecer outros viajantes que estão naquela cidade no mesmo dia que você!

-Aceita Hospedes ou talvez aceita hospedes: Neste caso você receberá um e-mail, juntamente com todas as outras pessoas da sua cidade que também desejam receber pessoas, toda vez que alguém tiver interesse em usar Couchsurfing na sua cidade.

Você verá a data, quantidade de dias e o perfil do viajante. Antes de aceitar, é possível trocar mensagens via chat esclarecendo algum detalhe se necessário.

-Não Aceita Hóspedes: Se você não tem disponibilidade ou intenção de receber pessoas em sua casa, tudo bem. Utilize essa opção e você não será notificado quando pessoas buscarem por hospedagem em sua cidade.

Esta gostando desse artigo?

Cadastre-se e receba conteúdos de viagem como esse em seu email!

Eventos do Couchsurfing:

Além disso a plataforma possui uma categoria de eventos, onde você pode saber o que esta acontecendo em qualquer lugar do mundo.

É só colocar o destino e você visualizará os detalhes dos próximos eventos naquele destino.

Por exemplo, na minha cidade natal, Curitiba, há muitos anos ocorrem encontros semanais do Couchsurfing organizado voluntariamente por algum morador local em diferentes bares da cidade.

Há também passeios de bike organizado por uma ex-viajante. O mesmo acontece em muitas cidades do mundo inteiro.

Qualquer participante pode propor um evento. Há sempre pessoas procurando ou oferecendo caronas, combinando uma “daytrip”.

Em Roma por exemplo, há quem organize todas as segunda-feiras um dia na praia, já que é o dia em que os museus estão fechados. O encontro ocorre numa estação de metrô e tem muitos feedbacks positivos do pessoal que participa.

Regras básicas para sua segurança:

Você deve sempre levar em conta a sua segurança ao procurar por um host. Fazendo sua lição de casa, não há motivos para descartar o uso da plataforma ou ficar paranoico pensando que não existem pessoas confiáveis no mundo.

No Brasil há muita desconfiança em trazer “um estranho para dormir na sua casa” porém a plataforma é muito usada no exterior.

Muitas pessoas tem prazer em receber viajantes e poder “trazer o mundo para dentro da sua casa”, como já ouvi de uma host.

Há diversas maneiras de se precaver. São pequenos detalhes na hora de escolher um host que lhe garantem uma estadia tranquila.

É seu dever cuidar de sua segurança, por isso, antes de cada hospedagem atente-se para:

  • O possivel host tem perfil completo com fotos e descrições detalhadas?
  • Quantas pessoas já hospedou? Como outros hospedes descreveram a experiência com este host?

Você pode também escolher o gênero e hospedar-se, por exemplo, somente com mulheres, ou gays, se assim preferir. Há vários filtros para sua escolha: com ou sem pets, fumantes ou não fumantes, etc.

Não deixe de conversar com o host antes do dia da hospedagem. Vocês já podem também trocar número de telefone e verificar detalhes da estadia.

Você pode verificar na internet ou perguntar direto ao seu host, se ele usa outras redes sociais, como facebook ou instagram e assim poderá saber ainda mais sobre ele ou ela antecipadamente.

Fazendo isso, certamente poderá ver o quanto a pessoa lhe passa confiança e se você se sente confortável.  Faça muito uso do sexto sentido e se por algum motivo não se sentir confortável, cancele ou recuse a hospedagem.

Como eu escolho meus hosts quando faço Couchsurfing?

Para me sentir mais segura com a escolha de hosts dentro da plataforma Couchsurfing, eu sigo alguma regrinhas:

  • Nunca me hospedo com quem não tenha referências de outras pessoas em seu perfil. Um perfil bem feito TEM QUE TER referências!
  • Se tiver referências negativas, principalmente se for mais de uma e se for homem, tchau!
  • Leio muito bem o perfil da pessoa, vejo as fotos, converso antes, pela própria plataforma ou Whatsapp, assim é possível saber “o papo”.
  • Quando sinto que é preciso, vejo se o host usa Facebook ou Instagram, isso nos dá uma ótima ideia da personalidade do host.

Nesse processo prévio, muitas vezes já agradeci e não me hospedei por não me sentir confortável com o desenrolar da conversa ou com a com foto e perfil que o host tinha.

O Couchsurfing é indicado para quem:

  • Deseja conhecer novas pessoas: hospedando, sendo hospedado ou simplesmente participando de eventos ou se encontrando com pessoas na sua cidade destino.
  • Quer conhecer moradores locais: seja para um café, almoço ou jantar, você poderá ter companhia por algumas horas. Algumas pessoas tem maior disponibilidade de tempo e atuam como verdadeiros guias, lhe mostrando muitos lugares na cidade.
  • Gostaria de saber mais da cultura do local: a casa de uma pessoa diz muito sobre ela, certo? Você poderá saber muito sobre os hábitos diário de uma pessoa ou família. Poderá fazer aquelas perguntas que só quem mora naquela cidade ou pais pode saber, a partir de uma perspectiva pessoal. Eu perguntei a um Italiano que conheci como ele via a situação dos refugiados no seu país, por exemplo, e foi um papo super legal.
  • Esta disposto a dormir num sofá: Já fiquei em suítes, com cama double size, e também já dormi em sofá. Você poderá ver no perfil do host como é a acomodação, mas deve estar sempre aberto a menor conforto e privacidade.
  • Quer economizar com hospedagem: Principalmente em países com moedas valorizadas, como a libra ou euro, mesmo uma diária em hostel pode sair caro. Utilizar o Couchsurfing é uma maneira muito eficiente de você economizar na sua viagem pelo mundo.
  • Quer sair da rota turística: Normalmente os hosts não vivem no centro da cidade, assim você poderá conhecer outras regiões menos turísticas e ver como são diferentes bairros da mesma cidade.

Em Roma, na Itália eu sai para jantar duas noites com alguma pessoa local diferente, através do  Couchsurfing. Descobri um local maravilhoso para tomar o autêntico sorvete italiano e onde comer a um preço mais acessível, além de muita conversa boa.

Faça seu Seguro Viagem com 10% de desconto:

O Couchsurfing NÃO é indicado para quem:

  • Tem pressa em determinado destino: Talvez não seja uma boa opção se você tem pouco tempo pois a localização normalmente não é central ou próximas das atrações turísticas.

Além disso há questão do tempo que você deve reservar para interação com o host. Seja durante durante uma refeição, um passeio ou algumas cervejas num bar local, interação e troca cultural é a base do Couchsurfing.

  • Viaja em família: Não há definido um limite máximo de hospedes, mas é claro que acima de duas pessoas, a probabilidade de alguém ter tantas camas ou sofás reduz muito, por isso não dá pra contar sempre com esse meio de hospedagem.
  • Preza pela privacidade acima de tudo: O sofá da sala não lhe permitirá dormir só de roupas intimas ou de sair pelado do banheiro.
  • Não quer interagir, conversar e compartilhar sobre você, sua viagem, sua vida. Se você quer sossego, sem a necessidade de precisar dar atenção a alguém, não use o Couchsurfing.

Lembretes:

#Couchsurfing não é hotel, onde você vai para seu quarto, usa wifi, eletricidade, toma banho e só. Há sempre uma troca. Seja do seu tempo, seja compartilhar mais da sua cultura, seja cozinhar algo para vocês.

#Não há estipulado um número máximo de dias, mas normalmente é de duas ou três noites. Quanto maior foi o número de dias solicitados, menores são as chances de ter um host disponível. Porém você pode ficar em diferentes hosts numa mesma cidade!

E ai, gostou? Que tal se cadastrar e faze parte desta comunidade? 

O site é: www.couchsufing.com.br

Inscreva-se para receber conteúdos sobre viajar pelo mundo direto em sua caixa de entrada!

Se tiver dúvidas, não deixe de perguntar logo abaixo.

Adoraríamos saber sua opinião!

O que você achou deste artigo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *